Iserj: Cansaço e o perigo do recesso

Desânimo. Cansaço. Essa era “a cara” de alunos, funcionários e professores do Iserj, antes de entrarmos em recesso. 2016 foi um ano de muitos enfrentamentos, um ano de ameaça constante às integridades da instituição. A física segue abalada, sem funcionários em quantidade suficiente, e os poucos com salários gravemente atrasados; entramos de férias com uma sujeira enorme acumulada na última semana. A moral, não sei por quanto tempo aguentará. Os períodos iniciais da faculdade estão evidentemente reduzidíssimos; Há redução de carga no turno da noite, por conta da total falta de segurança. A instituição segue achacada pela “falta de dinheiro” SELETIVA do governo estadual. Professores com salários picotados e atrasados, alunos com passes de ônibus, bolsas etc. cortados… O recesso é a estiagem da persistência, é um respiro para não se morrer afogado nessa água turva onde estamos inseridos.

Nossa interrupção temporária para Natal, Ano Novo e pela obrigação legal das férias de professor em janeiro , todavia, tem um grau de periculosidade, e faz as energias-abutres sorrirem. Como na greve, a condição de alunos ficarem em casa é o alimento da desarticulação. Pelos corredores e salas de aula, uns sabem dos outros dos movimentos em defesa desta nossa que é o símbolo da própria educação nacional, e levam a informação para suas casas e comunidades. Muitos agregam-se às agendas de reivindicação e defesa.

Há ação, discussão, proatividade. Mas lá se vai um ano inteiro disso. Ninguém aguentava mais. Se os abutres não pegarem a todos, um por um, se não se deflagrar em última hora antes do reinício uma nova greve, ou quem sabe antes disso uma declaração de falência geral da Faetec (mantenedora do Iserj), então retornaremos com mais energia… Então  sobreviveremos e seguiremos aguerridos na busca por nossas formações (alunos) por dias melhores na instituição e educação (todos).

Arnaldo V. Carvalho é graduando em pedagogia pelo Iserj; pai, educador, terapeuta, e cidadão fluminense.

Anúncios

Sobre Arnaldo

Arnaldo, pai, terapeuta, ser humano. Visite meu site e saiba mais sobre mim!
Esse post foi publicado em Desafios da Graduação, Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s