Gen Con online 2021 tem programação histórica de jogos e educação em português

Conheçam as atividades de jogos de mesa (não eletrônicos: tabuleiro, cartas, RPG) e educação da Gen Con – um dos maiores eventos de jogos de mesa do mundo. A programação específica em português, dedicada a educação, está toda reunida em um site específico sobre o tema: https://educacaogencon2021.wordpress.com/


Espero que gostem. Estamos nos esforçando para levar aos educadores novas abordagens lúdicas, aos que já trabalham com isso poderem se desenvolver, e aos jogadores, a possibilidade de conhecerem mais sobre as potencialidades humanas do jogar.

Capa do site com a programação de jogos e educação da Gen Con 2021 em português
Parcial da Agenda de atividades, presente no site.
Detalhe da página, com informações sobre os palestrantes
Uma das páginas na plataforma Gen Con Online oficial, com uma das atividades de jogos e educação em português. Através do site brasileiro é possível acessar diretamente cada uma das atividades na plataforma.
Publicado em Experiências e aprendizados, Ideias Inovadoras, Jogos na educação | Marcado com , , , , , , , , | 1 Comentário

Paulo Freire e o mundo digital

Aula inaugural, com Ladislau Dowbor da PUC-SP e consultor da UNO, na UERJ, fala sobre o tema:

O professor recomendou, que antes da aula fossem lidos os textos abaixo.

Publicado em Artigos, ensaios e reflexões, Ciência da Educação, Indicações, Vídeos | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Educação a toda na Spiel.Digital!

A maior feira de jogos de tabuleiro do mundo é a Spiel, realizada anualmente em Essen, Alemanha. Esse ano, por conta do Covid, eles se transportaram para a Internet, criando a Spiel Digital. O evento marca a presença dos brasileiros através de um inédito Pavilhão Brasil, que oferecerá uma série de conteúdos em português e terá diversas ações no campo da educação. São pesquisadores de norte a sul do país, tratando de temas importantes e compartilhando experiências!

Segue aqui em primeiríssima mão PDF com a programação específica para educadores e pessoas que se interessam nas possibilidades educacionais dos jogos de tabuleiro.

E aqui links para vocês poderem seguir o Pavilhão Brasil e poderem curtir e saber mais:

Instagram do Pavilhão Brasil: @spiel.brazilianpavilion 

Twitter do Pavilhão Brasil: https://twitter.com/SpielBrazilian1

Facebook do Pavilhão Brasil: https://www.facebook.com/spiel.brazilianpavilion/


Será incrível! Vejo vocês lá na Spiel Digital! (Arnaldo)

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Aprendiz de professor é um eterno curioso!

Estive com a turma do Método Supera Niterói conversando sobre Curiosidade. A gravação perdeu o comecinho mas está lá a maior parte. Veja o vídeo diretamente no Face deles!

https://web.facebook.com/metodosupera.niteroi/videos/750227482203488

A chamada para o encontro foi essa:

Onde sua curiosidade foi se esconder?

“Curiosidade e Bem Viver na Terceira Idade”

O curioso terapeuta e pedagogo Arnaldo V. Carvalho aborda, de forma leve e descontraída, sobre essa arisca faceta humana que é um dos “motores do bem viver” e nos leva à saúde do corpo e da mente. Curiosidade é para todos, em todas as idades!

Dia 15 de agosto, 16h, via Zoom Supera Niterói

Nós do SUPERA Niterói preparamos um momento incrível para você! E o mais importante, no conforto da sua 🏠 casa! Vamos nos encontrar?

A gente se encontra lá!

NOTA MINHA:
Não dispensando o olhar crítico, não posso deixar de notar que os tipos físicos desse anúncio não refletem os perfis mais numerosos de nossa população… Curiosidade na terceira idade será restrita a uma classe branca abastada? Jamais. É para todos.

Publicado em Experiências e aprendizados, Indicações, Notícias, eventos, cursos, etc. | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

Atividades sobre jogos e educação na Gen Con bem concorridas. Conheça!

#genconinportuguese #gencononline #educaçãocomjogos

Disponibilizamos aqui uma postagem especial sobre as atividades com jogos e educação na Gen Con. Desejamos que todos possam aproveitar, e deixamos aqui o material de divulgação oficial para quem quiser ajudar a divulgar:

Ver o post original

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Quem gosta de conhecer escola boa?

Eu amo conhecer novas escolas, novos espíritos livres e integrados a natureza. A escola, para mim é isso, é um espírito. Formado por cada um de seus participantes, tem personalidade própria, a soma desse lindo coletivo.

Abaixo, o Jardim Escola Alecrim, em Teresópolis, apresenta seu ESPÍRITO. São 7 minutos onde não há necessidades de entrevistas, métodos, nada. Simplesmente alunos, pais, educadores, todos formam uma só composição musicada, e nos oferecem a alegria de formarem uma escola na qual TODOS ACREDITAM e PARTICIPAM!

Eles São.

Inspirador.

Arnaldo

Publicado em Experiências e aprendizados, Ideias Inovadoras | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Marcha virtual pela ciência

A comunidade científica e quem percebe sua importância tem muitos motivos para se manifestar e reivindicar um outro nível de tratamento e prioridade por parte dos governantes no Brasil. Repasso aqui uma possibilidade de “marcha virtual”, por uma plataforma própria da Internet. A manifestação pró-Ciência irá ocorrer no dia próximo dia 07. (Arnaldo V. Carvalho)

Dia 7/05/2020 vamos todos à Brasilia defender a Ciência, em um Pacto pela Vida!

Manifeste-se(*) no Congresso Nacional, em apenas 3 passos:

Passo 1: clique em https://manif.app/?lat=-15.799123991966486&long=-47.86640167236329&zoom=15&lang=pt

Passo 2: no topo da tela, clique no botão “manifestar-se”, e ao fazê-lo, seu avatar, de cor vermelha (um boneco vermelho), aparece no mapa.

Passo 3: arraste o seu boneco até o local onde está a maioria dos outros avatares, que será a Esplanada do Congresso Nacional

#Dica 1: se desejar segurar um cartaz, escreva seu recado no campo de “slogan” no topo do lado esquerdo da tela.

#Dica 2: a vida do seu avatar é de 24 horas. Se desejar prorrogá-la, mude o seu slogan ou posição antes do final das 24 horas de sua criação.

#Dica 3: se deseja acompanhar o número de manifestantes, clique regularmente no botão de “atualizar” no topo da tela.

(*) A manifestação é completamente anônima e nenhum dado a respeito dos manifestantes circula pela internet. Leia em “Sobre” na página da manifestação para compreender como funciona

Publicado em Educação e Política | Marcado com , , | Deixe um comentário

Meu voto utópico para o Dia Mundial da Educação

20 frases de Mário Quintana, um dos maiores poetas do século XX

Se as coisas são inatingíveis… ora!
não é motivo para não querê-las.
Que tristes os caminhos, se não fora
a mágica presença das estrelas!

(Mario Quintana, 1906-1994)

E aqui estamos para uma comemoração, em meio a tanta crise, tanto medo, tanto questionamento acerca da escola e de como ela deve se posicionar e proceder durante este período covidiano. Comemorar, em um dia como esse é resistência!

Comemoro o dia da educação, porque educação – diferente de mera instrução – é consequência de boas relações. As relações positivas que cada um tem com a natureza, com a sociedade, com as pessoas. Isso é o que nos educa.

E o professor? O professor – diferente do instrutor – é alguém que acredita de tal maneira na força dessas relações, que resolveu viver uma vida dedicada à elas.

Alguns podem acreditar tratar-se de um desejo utópico. Mas neste dia, comemoro e emano o intenso desejo de que a Educação em sua compreensão mais profunda – e que ocorre o tempo todo nas relações humanas – vença a instrução associada a escolas e professores.

Utopias, afinal, constroem realidades; e quando não o fazem, a mantém mais humanamente aquecida.

Quintana, passarinho, voa ao meu lado neste dia.

(Arnaldo V. Carvalho – 28/04/2020)

Publicado em Artigos, ensaios e reflexões, Pensamentos e Frases, Valorização | Marcado com , , | Deixe um comentário

Minha experiência no X Seminário Internacional As Redes Educativas e as Tecnologias (UERJ): A oficina de “Gameficação” (Parte 2)

Minha experiência no X Seminário Internacional As Redes Educativas e as Tecnologias (UERJ): A oficina de “Gameficação”

Por Arnaldo V. Carvalho

Com a programação profícua, intensa, não há qualquer chance de se ir longe no número de atividades a participar; são realmente muitas apresentações simultâneas, num tempo curto para tudo. Escolhas precisaram ser feitas.

Lendo a programação, me interessei por 69 trabalhos, e felizmente há os anais para se entrar em contato com as pesquisas e autores cujas comunicações não foram possíveis de assistir. As cerca de vinte em que estive presente receberam minha total atenção e perguntas quando refleti serem pertinentes.

Sempre que posso, afinal, troco quantidade por qualidade.

Também participei de uma oficina e é sobre ela que vou compartilhar a experiência nessa segunda parte do relato de impressões sobre o Redes e as atividades onde participei.

A oficina 11, ministrada pela Prof. Dulce Cruz, da UFSC, foi viabilizada por uma parceria entre UERJ, UFSC ee UNIT e contou com fomento do PROMOB. Seu título: “Gameficação e trabalho docente”. À frente do LabJog, e levando esse como um tema de minhas pesquisas em educação, achei importante conferir.

O termo “gameficação” ainda é usado de forma confusa por grande parte dos docentes – mesmo pesquisadores experientes. A gameficação* é um processo de atribuição de valores encontráveis em jogos (em especial os sistemas de recompensas) em rotinas, procedimento e metodologias pedagógicas, de treinamento, etc. Embora a professora tenha na teoria oferecido as devidas explicações sobre o caso, sua oficina na verdade era uma pequena mostra do jogo Comenius, desenvolvido por ela e sua equipe. Comenius é um jogo de tabuleiro pedagógico, criado para ajudar os estudantes de pedagogia ou licenciaturas a pensarem nos recursos didáticos mais adequados para diferentes situações de ensino. Ou seja, analisando-se o perfil da turma, a sala de aula, os conteúdos a serem trabalhados, o acesso ao recurso em si, etc., pode-se criar uma “hierarquia” de escolhas: Em dada circunstância, devo preferir usar quadro, datashow ou celular?

Sua versão principal é digital. Mas a plataforma que o oferece permite que os professores baixem para imprimir sua versão física.

Comento que o jogo tem problemas, porque parte de uma perspectiva ideológica, onde quase sempre os recursos tecnológicos de natureza visual (celular/datashow) oferecem pontuações mais expressivas que outros recursos. Mais um trabalho que, trabalhando nessa escala arbitrária de valores, coloca a imagem pronta em detrimento da imagem construída com e pelos alunos, seja através de jogos orais e narrativos, como por um aprofundamento à capacidade de imersão à leitura. Aliás, dialogando com o panorama da educação de dentro e fora do país, parece que os educadores tem cada vez mais certeza de que estamos lidando com alunos não leitores, e principalmente, não produtores de análises que os tornam mais capazes de conceber e aproximarem-se de realidades trazidas pelos professores através de descrições. Se as imagens prontas oferecem um dado de realidade concreto e independente do olhar emitido pelo professor, por outro lado, ela não perpassa por uma corrente de pensamentos que conecta pessoas, constituindo mais um ingrediente no afastamento entre as pessoas. Sob esta perspectiva, podemos dizer que estamos construindo uma desconfiança acerca da fala e narrativas do professor: cada vez mais, confia-se nas imagens, não no educador.

Que triste é a sociedade na qual o professor é um sujeito a se desconfiar!

Comenius, no entanto, tem muitas qualidades para além do acesso gratuito aos professores. Uma delas, inclusive, atenua a ideologia utilizada: suas regras permitem que o jogador advogue em torno de sua escolha, e assim possa reivindicar e assim obter mais pontos do que o jogo prevê. Fora isso, ele é simples e dinâmico, de fácil ensinamento mesmo para educadores menos acostumados com o jogar.

É um projeto que, apesar dos anos e volume de testes e pessoas envolvidas, ainda carece de ajustes, tanto no sentido de torná-lo mais interessante no sentido lúdico e imersivo, como no que diz respeito a uma maior maturidade no tocante às escolhas dos recursos e suas hierarquias, que precisam transitar de um perfil de linearidade imposta pelos autores para uma outra, gerada dinamicamente pelo grupo de jogadores com ou sem a orientação do dinamizador da experiência.

Tenho a certeza de que a Professora Dulce está no encalço de tornar a experiência de Comenius cada vez mais agradável e utilitária – num só tempo – e que os desdobramentos do trabalho só abrilhantarão a ideia.

Fiquei satisfeito em ter participado desta oficina.

Arnaldo V. Carvalho

***

*O nome, oriundo do inglês game (jogo) poderia ser substituído por “ludificação”, para melhor adequação semântica. Mas isso é outra discussão.

Publicado em Ciência da Educação, Experiências e aprendizados | Marcado com , , , , , , | 1 Comentário

Uma noite de muitas lições

Ativistas do tabuleiro se reúnem e trocam saberes sobre como os jogos podem transformar pessoas e ambientes

No dia 03 de setembro, o LabJog recebeu a presença de quatro ilustres convidados, que atuam de forma pouco conhecida no cenário do ativismo social: eles utilizam os jogos de tabuleiro.

Para unir. Para proteger. Para levar esperança. Para preparar. Para acolher. Para socializar. Para alegrar. Para transformar.

Elson Bemfeito, organizador do SeJoga, contou como surgiu a ideia de organizar um evento de jogo de tabuleiro acolhedor, onde pessoas LGBT+ e famílias inteiras ficam à vontade. O jogo de tabuleiro tem um histórico elitista e não inclusivo, e por vezes surge insegurança no participar de eventos de jogos, que ainda se caracterizam muitas vezes por um ambiente machista e hostil. Através de Elson, conhecemos histórias lindas de pessoas que a partir do contato com o jogo de tabuleiro venceram depressões, socializaram-se e…

Ver o post original 624 mais palavras

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário