Links da semana: 15 a 19 de agosto

https://i2.wp.com/blogs.diariodonordeste.com.br/sertaocentral/wp-content/uploads/2015/12/Ecomuseu-1.jpg

LINKS DE AGOSTO E SETEMBRO

Tive poucas chances de publicar, em função das atribulações de calendário que somam trabalho e faculdade. Segue aqui um pequeno resumo dos principais lugares inéditos sobre educação por onde onde passei.

Ecomuseu de Pacoti: Aluna de Escola Pública apresenta na China Ecomuseu projetado e construído por ela e seus colegas:

Uma comunidade unida, um professor engenhoso e dedicado, alunos com sede – e prazer – de aprender. Fórmula (não) mágica que vem trazendo muitos frutos a essa pequena cidade do interior do Ceará. Além da matéria linkada, não deixe de ver o Ecomuseu pelos olhos dos próprios alunos, em:
https://www.facebook.com/ecomuseudepacoti/
http://jovemexplorador-ecomuseu.blogspot.com.br/

Dois em três alunos de universidades federais são das classes D e E:

A matéria é do Estadão.

Entre 2010 e 2014 houve aumento do número da presença de pessoas mais pobres nas universidades públicas. Será que isso quer dizer um monte de coisa ao mesmo tempo? Por exemplo: 1) que as Universidades públicas, estando sucateadas, passam a interessar menos ao estudante com melhores condições, que passa a optar pelas particulares; 2) Que as universidades públicas ofertam mais cursos de menor status social, e por isso mesmo criam profissionais que serão não tão bem remunerados, o que interessa menos ao aluno que pode pagar a uma universidade; 3) Que programas de incentivo nos últimos governos ajudaram na entrada e permanência de vários alunos; 4) Que teremos um novo perfil no grosso de vários profissionais nos próximos anos.

Sobre o item 4 me pergunto: Como ele será? Mais crítico, ou mais manobrável? Mais competente ou menos, em função da qualidade de estruturação prévia e dos alunos (acesso a estudos e experiências, suporte psicoafetivo, cabedal cultural, nível de stress, etc), e também durante a formação (necessidade ou não de trabalhar, distâncias a serem percorridas, e outras dificuldades e facilidades).

 

Marva Collins

Pouco conhecida no Brasil, a educadora americana, falecida no ano passado, tem sua história relatada em filme, e o blog “Multideias” tem se mostrado talvez seu principal divulgador na Internet brasileira. Muitos paralelismos são possíveis entre a obra de Collins e o trabalho de Paulo Freire. Ambos desenvolveram novas perspectivas no ensino de jovens e adultos, a partir de metodologias inéditas e muito eficazes.

Educar os filhos fora da escola deve é crime ou não?

Excelente e sintético artigo de Wagner Francesco, com abertura para uma discussão interessantíssima já ocorrendo nos comentários do próprio artigo. Não deixem de ler o contra-argumento da Camila Moreira, que está por lá.

Fora isso, recomendo tremendamente a leitura assídua do blog “Pensar a Educação“, que está discutindo “em tempo real” as políticas públicas que estão em plena efervecência no obscuro cenário nacional no presente.

Sobre Arnaldo

Arnaldo, pai, terapeuta, ser humano. Visite meu site e saiba mais sobre mim!
Esse post foi publicado em Desafios da Graduação, Educação e Política, links educação e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s