O professor e a formação crítica de seus alunos

Até onde é permitido se abrir criticamente em uma sala de aula? O que é permitido dizer e o que não? Eu tive uma professora uma vez, muito boa por sinal, que se recusava a dizer sua visão política, até perceber que a sala de aula tinha adquirido certa maturidade, acredito que ela não queria interferir na construção da identidade política de seus jovens alunos, afinal a opinião de um mestre é sempre levada em consideração para mentes em desenvolvimento. Sou uma prova disso, na quinta séria a minha professora de língua portuguesa expressou para turma tudo o que ela achava sobre a apresentadora de televisão Adriane Galisteu, e devo confessar que até os dias de hoje não sou nem um pouco simpática a esta mulher.

O ponto é que crianças são altamente influenciáveis e educadores não podem se esquecer disso, afinal estar frente a uma sala de aula é um grande poder, e todos sabem que com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. O professor ajuda sim na formação da opinião crítica de seus alunos, mas não através de suas opiniões e visões pessoais, sua parte é feita através da “transmissão” de conhecimento, por que qualquer conhecimento conquistado é importante para formar ideias, críticas e opiniões.

Mas se os jovens são influenciados todo o tempo pela televisão e pela internet, por que não pode o professor também trazer suas mentes para si? Afinal, pelo menos o que ele pensa é certo. Certo? Errado. Opinião depende de muitos fatores, como cultura, ambiente familiar, ambiente social, conhecimentos variados, enfim, muitas coisas, o que implica que nem sempre o que é certo para a realidade do professor condiz com a realidade do aluno, certo e errado são coisas muito arbitrárias quando não se trata de ciências formais.

Ao invés de dizer que a construção da usina de belo monte é uma injúria, dê a seus alunos o material de pesquisa para que cheguem a esta conclusão ou não por eles mesmos. Capacidade para isso eles têm, todos têm, o dever de um professor é instigar isso.

Anúncios

Sobre Monique Evangelista

Revoltada e idealista, sempre pronta pra ouvir, se você tiver algo pra dizer. Licencianda em Matemática, tentando revolucionar a forma como se ensina e se aprende essa maravilhosa disciplina. Não confie em minhas faculdades mentais.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s